• Rita Ericson
    Médica Veterinária
    Mestre em Comportamento Animal
    ritaericson@bichosaudavel.com

  • Tratamento Comportamental

    Quando nosso animal de estimação late demais, faz xixi no sofá, destrói os móveis, se lambe ou se morde sem parar e isso nos incomoda, imagine o sofrimento dele! Saiba que ele não está se comportando assim para se divertir ou nos chatear: ele está precisando de ajuda. O caminho é descobrir o que está acontecendo, se há algum problema físico, fechar o diagnóstico e iniciar o tratamento. A terapia comportamental envolve a compreensão do comportamento natural do animal, a modificação de algumas atitudes das pessoas da casa para estabelecer a harmonia entre todos. A comunicação é a chave do tratamento. Em alguns caso pode ser necessário o uso de medicamentos controlados, sobretudo os ansiolíticos para alcançar o objetivo do tratamento.

Corte de Unhas

Dói?

Vai sangrar?

Realmente não é fácil cortar as unhas de cães e gatos sem estas preocupações. A maioria dos cães detesta manipulações nas patas, é muita “entrega”. É preciso uma relação de confiança muito grande com quem manipula ou estar submisso/dominado.

Na clínica ou na pet shop, além da experiência de quem corta, o anima Continue lendo

Anúncios

Gato Detesta Água? Nem Sempre…

É comum gatos gostarem de beber água corrente, ela é mais fresca.

Quando o gato não bebe muita água do seu pote, podemos oferecer da torneira ou instalar uma fonte ou bebedouro felino életrico ou movido à pilha.

Muitos gostam de beber dos nossos copos, preste atenção para não beber água com patinha de areia sanitária…ou quebrar o copo .

Como Dar Comprimido Para Seu Gato

Como dar comprimido para seu gato

Este é o primeiro vídeo da série. Assista, divulgue, comente!

Posição Confortável

pantera carregando filhote
pantera carregando filhote

Pode parecer estranho, mas este filhote está completamente relaxado.

Ele assume esta postura para facilitar seu transporte.

Podemos segurar nossos filhotes desta forma (não com a boca!) até uma determinada fase da vida. A partir de 3-4 meses de idade, a maioria deles não aceita mais ser carregada desta forma.

Manipular o filhote, inspecionar pequenos ferimentos ou até mesmo cortar unhas pode ser bem mais fácil se o segurarmos assim.